Liguei pra moça que ia me alugar o quarto por 4 dinheiros e ela disse "que puxa, 6 dinheiros é mais legal que 4 dinheiros e tem gente com 6 dinheiros passeando por aí". Por que eu ia tirar a razão dela se eu já aprendi que, na ordem crescente, o 6 vem mesmo depois do 4? Aí, depois de desejar mentalmente que ela usasse estes dois de diferença para vedar algum orifício específico, ela me fala "oh, mas minha vizinha tem um até mais barato para você. apenas 3 dinheiros". Com os dois que ela ia ganhar e o um que eu economizaria, seriam 3 para os orifícios dela, então anotei o telefone e a agradeci por ser uma filha da puta.

- Ela usa a casa para organizar uns eventos só... bem, converse com ela!

Aí eu ligo para a promotora de eventos e ela me diz que tem o quarto, que ele é isso, que ele é aquilo, que eu vou amar e que é do ladinho da casa da mulher que tem dinheiros no cu. E eu tenho que perguntar pra ela que eventos são estes que ela organiza e ela explica:

- Não sei se você tem preconceito mas... eu sou evangélica!

- Não, não tenho preconceito não senhora.

- Então, eu faço uns encontros para ajudar umas pessoas que precisam. Uma gente de favela, gente rebelde... gente de favela é tudo rebelde, sabe?


Não, eu não sabia.

- Você é cabelereiro?

- Não, sou comissário.


Ela queria perguntar de verdade era se eu era viado, e o meu preconceito (que não é contra evangélicos) me garantiu este insight na hora da pergunta. Mas não me impediu de responder ao estilo seis por meia dúzia.

- Estes encontros são super tranqüilos - exceto pelas pessoas rebeldes? - e você teria uma chave para o seu quarto. Eu não tenho preconceito não sabe, mas tinha este menino que morava aqui que era cabelereiro. E era gay. E acho que ele ficou chateado. Aí um dia me disse que não ia mais ficar aqui. E ele era gay. Então não sei se você vai gostar do quarto, porque o menino, que era gay, não gostou.

- Bem, eu não sou gay.

- Ah... você quer vir aqui para ver o quarto?


Disse à pastora promotora de encontros de pessoas rebeldes que ligaria no dia seguinte para marcar uma visita. Ainda não é o dia seguinte e só de falar com ela ao telefone já da pra sentir o demônio pagando a conta do estacionamento para ir embora do meu corpo.


Escrito por Klein às 19h09 [ ] [ envie esta mensagem ]



Sei lá, eu não consigo realmente achar que a disputa entre Hillary e Obama parecia algo importante. Digo isto correndo todo o risco de parecer idiota. Porque parecia uma disputa do tipo "o que é mais legal a gente fazer agora: o primeiro candidato negro à presidência da história ou a primeira candidata mulher à presidência da história?" Só consigo pensar que nunca deve ter sido tão difícil ser mulher E negra. Um outro dia aí eu estava indo para Guarulhos e encontrei no ônibus uma menina que dava muito mole pra mim e que podia rolar um sexo. Ela é mulher e negra. E aí eu descobri nela a horrível face do "discuto assuntos polêmicos porque é bonito parecer que eu me importo com o mundo". Aquele tipo que fala destes assuntos com voz imposta e dedinho pra cima, mas que na verdade está repetindo feito papagaio a primeira coisa que leu por aí. Aquele coisa visão política estilo Jornal Nacional ou estilo Revista Veja. E aí ela fala pra mim, mas assim, sem contexto para chegar neste assunto, que acha um absurdo as pessoas que não discutem a diferença entre Hillary e Obama. Porque ela estava numa sala cheia de pessoas e ela estava discutindo com mais uma isto e que era um assunto super importante. Até aí beleza. Mas ela fala "e outras seis pessoas nem quiseram entrar na discussão: ficaram assistindo novela". Pensei comigo e o que ela tem a ver com a novela dos outros? o que é mais democrático que, entre Hillary e Obama, uma pessoa vote em Juvenal Antena, huh? Deu preguiça e respondi pra ela que eu nunca discuto muito estes assuntos, que pensava e tinha minhas opiniões, mas tinha preguiça de polêmicas porque achava que as pessoas ficam irracionais na hora de discutir estas coisas e sequer reconhecem quando não entendem de verdade do assunto. Que eu acho que 90% das pessoas que entram em debates polêmicos querem só parecer que entendem do assunto e que estão certas, não estão realmente interessadas em ouvir e considerar o que todo mundo tem a dizer. Expliquei também que eu julgava que eu não entendia de verdade do assunto, deixei isso bem claro pra ela. Não preciso explicar pra vocês que o tal sexo não rolou até hoje. Te ligo quando eu estiver por aí, ta? Ligou pra você? Pra mim não. Não tive o espírito de perguntar pra ela o que ela, como mulher E negra, achava desta disputa, afinal. Se tivesse tido, acho que rolaria um sexo: talvez ela enfiasse um dedo ou dois no meu cu. Ali mesmo, de tanto ódio.


Bem, até no Brasil já tivemos candidatas mulheres. Negros também: alguém aí lembra do Marronzinho, candidato em 89? Que concorreu com o Collor? E com o Silvio Santos? Ta, o Brasil ainda não é a potência política que são os EUA, mas tem a tal da Angela Merck na Alemanha, por exemplo. E acho que tem uma penca de negros governando outros, na África que seja.

A minha única opinião mesmo sobre isto pode entrar agora: o que é mais importante, um democrata ou um republicano? Que na minha cabeça eu resumo a: o que é mais importante, menos iraquianos morrendo ou uma política americana mais liberal que ajuda o Brasil a vender mais suco de laranja? Pelo o que eu entendo por democracia ficaria com o suco de laranja, mas eu nunca disse que a democracia era um sistema perfeito. É só o que nós temos mesmo.



Escrito por Klein às 11h52 [ ] [ envie esta mensagem ]



 
Sou só eu ou este comercial é perturbador? Do alto dos meus 4 anos de estudos com carreira não exercida de publicitário eu vou até começar pela menos óbvia das perguntas: por que o Dan Stubach?
 
 
Agora sério, eu entendi a idéia do comercial sim. Cheguei a esse nível de abstração. Mas ainda assim: wtf???

A boa notícia é que toca Scatman John... tem gosto de adolescência, bla bla bla...


Escrito por Klein às 13h11 [ ] [ envie esta mensagem ]



Tenho tido dor de cabeça todos os dias. Todos mesmo. Na 5a e na 6a passadas acordei com dor de cabeça. Tive uma trégua até a 2a, quando estava de volta a SP. De 3a até hoje foi todos os dias.

O que me deixa bolado é que é uma dor sempre igual. Do lado esquerdo da cabeça (direito para quem me ve de frente). Começa sempre depois do almoço, lá pelas 3 horas da tarde. Fica ali enchendo o saco até umas 6 ou 7 horas, quando melhora para dar tempo de eu comer alguma coisa, assistir Jornal Nacional, ser feliz, estas coisas triviais.

Já desenvolvi algumas teorias. Pode ser que eu tenha desenvolvido algum tipo de enxaqueca. O neurologista só tem hora para o fim de Junho e deixei marcado mesmo achando que esta dor pode passar. Pode ser tensão causada pela questão do "meu Deus, onde vou morar", que já está com uma solução temporária armada - oh, essa questão realmente me aporrinhou. Pensei que é porque eu andava bebendo muito café e estava viciado. Aí não bebi café no Rio, onde a dor começou. Não senti vontade mesmo. Esses dias andei tomando uns galões de café, mas a dor continua. E existe também a teoria muito aceita de que tenha a ver com esta miopia no olho esquerdo. Mas a dor anda melhorando nos últimos dias, então acho que se fosse a vista não poderia estar melhorando. Não sei.

Mamãe é que tem uma teoria interessante. Ela acha que é intestino preso. "Você tem feito cocô?". Mães não usam o verbo cagar com seus filhos, vocês sabem. Mas eu sei lá se eu tenho cagado. Não é do tipo que eu tenho uma agenda e anoto "hoje caguei". Também prefiro nem pensar o que é que mamãe quer dizer com "cague que sua cabeça para de doer". De qualquer forma, hoje comecei a tomar Activia.


Escrito por Klein às 12h18 [ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]




Olá, eu sou o Klein e fisicamente pareço um príncipe germânico. Blá blá blá. Todo mundo já está de saco cheio deste papo de príncipe germânico, vamos ser honestos, mas é a piada besta que acompanha este blog desde que eu o tenho e é sempre disto que todo mundo lembra. Mas na verdade esse negócio de príncipe é papo pra bundão. O único príncipe brasileiro respeitável foi, a meu ver, o Ronnie Von. Que não parece muito germânico. E também não se parece muito comigo. De qualquer forma, hoje ele apresenta um programa para donas de casa que ocupam suas tardes fazendo pirulitos de chocolate para vender na vizinhança.

Não está nos meus planos apresentar um programa de auditório para donas de casa. Nem estou renegando uma eventual realeza: só estou explicando que esta coisa de príncipe germânico não é necessariamente boa, mas eu não ousaria fazer um perfil no meu blog que não citasse esta piadinha besta tão tradicional por aqui. Mas acho que ultimamente estou mais para o outro cabeludo que vai aparecer na sua rua do que para príncipe germânico.

De qualquer forma, sejam bem vindos ao meu blog. Se você é o tipo de pessoa que gosta de ler qualquer tralha por aí, então deu certo porque eu escrevo textos no estilo qualquer tralha. Se você é o tipo de pessoa que apresenta programas de auditório para donas de casa ou o tipo de pessoa que vende pirulitos de chocolate para os vizinhos, saiba que não é nada pessoal. Por fim, se você for o Ronnie Von, o Eduardo Araújo ou um dos irmãos da família Carlos, oh, quanta honra vocês por aqui!

3 Minutos
About Winners Who Haven´t...
A Feminista
Agádoisesseóquatro

Annix

As Filhas do Dono

Beijo me Liga
Calma Que Fica Pior
Carta Pública
Celta's Dark Spot
Certas Coisas Só Acontecem...
Chá Verde Com Limão
Chuteira e Minissaia
Como faz?
Confissões de Uma Mente...
Cynthia Semíramis
Drosófila Basófila
Evão do Caminhão
Filigranas
Flocgel
I Misbehave
Joanices
Life Would Be So Wonderful...
Lost in The Library
Magnólia
Marina W
Momento Descontrol
Morfina
Mosca na Sopa
Nada Profissional
Nerd-O-Rama
No Sleep
O Biscoito Fino e a Massa
Qual é a música?
Pausa Para o Cigarro
Remi Malcoeur
Tantos Clichês
Technicolor Kitchen
Terra da Garo(t)a
Uh Baby!!!
Uma Dama Não Comenta
Uma moça de fino trato
Vida de recém casada
Vida e Obra de Daniell Rezende
Vivo Andando
Working Class Anti-Hero

20/12/2009 a 26/12/2009
29/11/2009 a 05/12/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
04/10/2009 a 10/10/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
09/08/2009 a 15/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
05/07/2009 a 11/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008


Não diga alô, diga:
"Eu sou fã do SBT"!

XML/RSS Feed

Site Meter