Olha, eu tenho vergonha de vir aqui admitir isto publicamente. Mas acho importante tratar do assunto para que caia o tabu. Digo isto porque, depois que admiti que passei pelo problema, mais pessoas admitiram o mesmo para mim. Talvez se todos tivessem a postura de explicitar publicamente o fato, haveria menos preconceito e poderíamos tratar isto como uma questão normal. Bom, sem rodeios: estes dias, meu celular caiu na privada. Eu tinha acabado de consertá-lo, um dia antes mesmo, e aí, tchibum. Você aí pode estar rindo de mim e me olhando com aquele pensamento de que eu sou um imbecil, que não colaboro para o desenvolvimento da humanidade e pensando que sou o tipo de ser que deveria estar no fim da cadeia alimentar. Para você eu digo que já pensaram assim dos gays. Hoje em dia eles são considerados um nicho de consumidores importantíssimos economicamente e têm até a própria parada do orgulho. Talvez algum dia as pessoas se unam para fazer uma parada só de gente que deixou o celular cair na privada. Assim, com orgulho, né?

Como aconteceu eu não sei direito dizer: levantei do troninho ainda com as calças arriadas e aí que ele fez o seu duplo carpado. Também não vou dar detalhes sobre o resgate. Só digo que se aparecerem escamas na minha mão daqui uma semana, conto aqui no blog.

O fato de eu ter acabado de tirar ele do conserto só aumenta a raiva. É um V3 e estava com aquele visor da frente todo rachado. Ele bem podia ter deixado para fazer isto ainda quebrado, mas esperou até o dia seguinte. Talvez uma coisa no estilo quando estiver com meu maiozinho novo, eu pulo na piscina. Fiquei tão puto da cara que a minha vontade era de dar a descarga, só que na hora eu só conseguia pensar naquele filme da nossa infância, o Alligator. Que pra quem não conhece, era a história de uma família nova iorquina que ganhava um filhotinho de jacaré de presente e, quando enjoaram dele, jogaram o bichinho na privada e deram a descarga. Aí o jacarezinho passa a infância e adolescência dele comendo cocô dos humanos - eventualmente algum celular que caiu na privada também - até que ele se tornou muito muito grande, muito muito forte e resolveu sair do esgoto e passear pela cidade porque estava muito muito puto. Aí ele saia por aí tocando o terror e comendo seres humanos. Que tinham mais valor nutritivo que só os seus cocôs. Uma história muito coerente: se minha mãe tivesse me jogado na privada e dado a descarga, eu também acharia que sou o tipo de pessoa que deveria se alimentar de seres humanos.

Mas enfim: o ponto todo disso aí é que eu não quis dar a descarga no meu celular pensando no Alligator. Sei lá se meu celular não ia comer cocô até ficar muito grande e tocar o terror por aí. O japonês que inventou as histórias com robôs gigantes provavelmente foi um cara que deu a descarga no celular dele e pensou nisso tudo aí, mas com o final feliz, já que os robôs gigantes protegem a gente (de caras como o Alligator). Se bem que quando os robôs gigantes foram inventados, os telefones celulares ainda não existiam, então ele deve ter dado a descarga em alguma outra coisa que fosse tecnologia de ponta no seu tempo. Tipo, sei lá: um daqueles chaveiros que tinham um monte de botões: quando você apertava o primeiro, fazia um barulho de metralhadora, o segundo, o barulho de uma bomba caindo, etc.


O pior mesmo é que com a morte do celular, eu perco todos os números de telefone dos meus amigos. Porque é claro que eu não tenho tudo anotado em outro lugar. Como uma pessoa normal: eu deixo meu celular cair na privada, mas eu sou uma pessoa normal.


Escrito por Klein às 02h49 [ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]




Olá, eu sou o Klein e fisicamente pareço um príncipe germânico. Blá blá blá. Todo mundo já está de saco cheio deste papo de príncipe germânico, vamos ser honestos, mas é a piada besta que acompanha este blog desde que eu o tenho e é sempre disto que todo mundo lembra. Mas na verdade esse negócio de príncipe é papo pra bundão. O único príncipe brasileiro respeitável foi, a meu ver, o Ronnie Von. Que não parece muito germânico. E também não se parece muito comigo. De qualquer forma, hoje ele apresenta um programa para donas de casa que ocupam suas tardes fazendo pirulitos de chocolate para vender na vizinhança.

Não está nos meus planos apresentar um programa de auditório para donas de casa. Nem estou renegando uma eventual realeza: só estou explicando que esta coisa de príncipe germânico não é necessariamente boa, mas eu não ousaria fazer um perfil no meu blog que não citasse esta piadinha besta tão tradicional por aqui. Mas acho que ultimamente estou mais para o outro cabeludo que vai aparecer na sua rua do que para príncipe germânico.

De qualquer forma, sejam bem vindos ao meu blog. Se você é o tipo de pessoa que gosta de ler qualquer tralha por aí, então deu certo porque eu escrevo textos no estilo qualquer tralha. Se você é o tipo de pessoa que apresenta programas de auditório para donas de casa ou o tipo de pessoa que vende pirulitos de chocolate para os vizinhos, saiba que não é nada pessoal. Por fim, se você for o Ronnie Von, o Eduardo Araújo ou um dos irmãos da família Carlos, oh, quanta honra vocês por aqui!

3 Minutos
About Winners Who Haven´t...
A Feminista
Agádoisesseóquatro

Annix

As Filhas do Dono

Beijo me Liga
Calma Que Fica Pior
Carta Pública
Celta's Dark Spot
Certas Coisas Só Acontecem...
Chá Verde Com Limão
Chuteira e Minissaia
Como faz?
Confissões de Uma Mente...
Cynthia Semíramis
Drosófila Basófila
Evão do Caminhão
Filigranas
Flocgel
I Misbehave
Joanices
Life Would Be So Wonderful...
Lost in The Library
Magnólia
Marina W
Momento Descontrol
Morfina
Mosca na Sopa
Nada Profissional
Nerd-O-Rama
No Sleep
O Biscoito Fino e a Massa
Qual é a música?
Pausa Para o Cigarro
Remi Malcoeur
Tantos Clichês
Technicolor Kitchen
Terra da Garo(t)a
Uh Baby!!!
Uma Dama Não Comenta
Uma moça de fino trato
Vida de recém casada
Vida e Obra de Daniell Rezende
Vivo Andando
Working Class Anti-Hero

20/12/2009 a 26/12/2009
29/11/2009 a 05/12/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
04/10/2009 a 10/10/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
09/08/2009 a 15/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
05/07/2009 a 11/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008


Não diga alô, diga:
"Eu sou fã do SBT"!

XML/RSS Feed

Site Meter