Eu odeio comprar roupas. Muito mesmo. Eu até gosto da idéia de estar bem vestido, mas o esforço que são as horas procurando roupas que te façam parecer gatoso e estilão não compensa. Nunca. E roupa, é aquela coisa, é algo que inventaram pra você tirar. Pra tomar banho e para trepar, claro que é dessas coisas que estou falando. Para trepar durante o banho, eventualmente. Aí eu vou na numa loja C&A procurando pelo honesto, rápido e barato. Posso ajudá-lo? Claro, me ache roupas o mais rápido possível. Mas antes de achar roupas, ela quer que eu faça um cartão e a cara de cachorro que passaram o dia inteiro mijando na cara e agora só te pede uma mordida da sua coxinha, sem mijo desta vez, faz você ter pena e abrir aquela concessão.


- É rápido?

- É rápido sim, 15 minutinhos.



E beleza mas eu esqueci que ela era mulher. E que 15 minutos-mulher dentro de uma loja de roupas equivalem a 90 minutos-homem dentro de uma loja de roupas. Porque ela acha que em quinze minutos consegue me fazer responder todas as perguntas já catalogadas pelo ser humano. Qual o seu nome? Seu endereço? Seu CPF? Seu telefone? Seu endereço de novo? Qual seu prato de comida preferido? Qual o nome do 3o filho do rei Luis XV? Qual é o segredo do universo, com 5 exemplos de aplicação prática? E eu ficando puto porque acho que eles aprenderam com a ditadura militar ou merda do gênero, enquanto as minhas células morriam, meu cabelo caía e meu espírito descolava do corpo rumo à luz - será que precisa comprar roupas no além? Bom, eu tentei responder tudo. Menti o quanto pude, por puro ódio ou compulsão. Pediram telefones de referência. Tem que ser número fixo. Ninguém tem telefone fixo hoje em dia. Quem tem, não passa para você: telefone fixo é um brinde que vem com TV a cabo ou internet, mas que a gente não sabe pra que serve esse brinde. Tipo comprar uma Mercedez que vem com um chaveiro "I love my Mercedes". A gente sabe bem que quem tem Mercedez não usa chaveiro da Mercedez - ou não deveria - e que quem tem TV a cabo não usa telefone fixo. Menti dando números errados.

Depois que preenchi o cadastro, ela removeu os eletrodos de eletro-choque do meu corpo e me liberou para fazer minhas compras. Aí bora comprar roupas de inverno rigoroso. Claro que não há roupas de inverno rigoroso na cidade. Eu já sabia que não ia encontrar isto. Mas, vejam, vou para Nova Iorque (sic) e a história é de que está fazendo um frio de encolher o pau e as bolas até o tamanho de prótons e elétrons, então vamos encontrar pelo menos algo digno, em várias unidades, para vestir em formato de camadas. Só que o conceito de moda digna da C&A me pegou de surpresa. Vocês não tem idéia da quantidade de blusas com estampas escrito NEW YORK é maior que a quantidade de perguntas do formulário seja nosso amigo em troca de parcelamentos e um cartão cafona que eu estava preenchendo. Acho que se eu vou para Nova Iorque, eu deveria comprar isto , e não na C&A. Achei umas blusas para vender. Eu gostei de duas. Eram importadas. Uma não tinha do meu tamanho. Elas eram importadas, talvez dos Estados Unidos, e não tinham nada de mais escrito. Se fossem "importadas" da C&A, teriam escrito "New York". Esta é a lógica.

Fui pagar minha blusa e minha calça e passei no caixa. Oh, você é um cliente-cartão-cafona-que-parcela, passe ali. "Ali" tinha alguma fila e ninguém atendendo. Minha vez chegou depois de todas as velhas, grávidas, aleijados, leprosos e fãs do Fresno passarem na minha frente. Tivemos um problema com seu cadastro: não encontramos a pessoa de referência que o senhor indicou neste telefone.


- Bem, é o telefone que eu tenho.

- Você não pode indicar outra pessoa.

- Não eu não posso.

- É que não podemos concluir o seu cadastro assim... além do mais...

- Olha, eu não quero mais esse cartão. Eu quero é pagar e ir embora. Que tal?

- Não, pera, a gente vai dar um jeito!



Por que não deu antes, então?

Tá aqui, desculpa pela demora, moço. Se eu não pegar um monte de mulher com as roupas que eu comprei com você, eu volto pra passar esse cartão na fenda da sua bunda sem parar até você fazer um barulho de máquina registradora bem convincente.


Ela ainda questionou o fato de eu ter dito que o endereço do lugar que eu trabalhava era o aeroporto. Isso não é bem uma verdade também, mas foi o mais perto que eu cheguei de um lugar que tivesse algum fundo de verdade e não fosse o endereço do meu empregador. Que eu evidentemente não sei. "Olha, mas onde fica este aeroporto?". Juro. Respondi com minha cara de "onde fica o lugar que VOCÊ trabalha?".

Mais tarde passei em outra loja de roupas. Uma Hering. Perguntaram se eu queria fazer um cartão. Respondi que estava traumatizado. "Só quinze minutinhos". Fiquei só dizendo não, não quero até ele desistir, sem dar mais motivos. Porque o motivo era "você é outro mentiroso dum caralho" e eu não queria contar para ele que era isso.

Fora que, e o desperdício que é comprar roupas de frio, né? Época de aquecimento global. Vou usar essa merda onde depois? Tinha que economizar o dinheiro para comprar protetor solar e roupa de banho para quando as calotas polares acabarem de derreter.



Escrito por Klein às 18h12 [ ] [ envie esta mensagem ]



Vira e mexe aparecem umas abelhas aqui em casa. Uma vez a cozinha amanheceu cheia delas. Sendo que a minha cozinha amanhece às 11:00 ou ao meio dia, não considero que coisas aconteceram antes disto como, por exemplo, as abelhas terem entrado gradativamente ali dentro. Às vezes aparecem também umas formigas na minha mesa do meu quarto. Juro que não tem comida aqui, não sei por que elas aparecem. Tinha uma cara de pau andando entre as teclas do meu teclado. Não acho um programa aceitável para o domingo passear entre as teclas T e Y, mas ela achou. E eu odeio esses bichinhos, odeio bicho. Não odeio cachorro, não odeio gato, eu odeio BICHO mesmo. Aí eu mato todos, principalmente as abelhas. As formigas eu perdôo porque eu provavelmente esqueci um torrão de açucar para elas estarem ali. Me sinto mais invadido pelas abelhas. Aí eu mato. Porque abelhas e formigas vivem em bandos com as outras formigas e abelhas. Se estão em algum lugar (como a cozinha ou a minha mesa) é porque a abelha/formiga chefe designou uma missão. Aí é importante que ela não cumpra a missão. Que ela nem volte. Para que as outras abelhas/formigas saibam que a minha casa é um lugar perigoso. De verdade eu queria era abandonar um Maverick velho na frente da colméia/formigueiro com as chaves do porta-malas bem fáceis, para que alguém fosse lá abrir e encontrasse uma abelha/formiga morta e enrolada em um tapete. Não dinheiro para tantos mavericks e tantos tapetes. Também queria, ao invés de matar, só arrancar umas pernas, e deixar elas voltarem vivas para contar a todas as suas colegas sobre o quanto as pessoas desta casa são cruéis e que ninguém deveria voltar ali, é muito perigoso. Mas eu também não sei fazer isto com bichinhos tão pequenos. Enfim: era isto ou um post sobre o quanta água eu tomo antes de dormir para não ter ressaca em dias seguintes.



Escrito por Klein às 14h16 [ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]




Olá, eu sou o Klein e fisicamente pareço um príncipe germânico. Blá blá blá. Todo mundo já está de saco cheio deste papo de príncipe germânico, vamos ser honestos, mas é a piada besta que acompanha este blog desde que eu o tenho e é sempre disto que todo mundo lembra. Mas na verdade esse negócio de príncipe é papo pra bundão. O único príncipe brasileiro respeitável foi, a meu ver, o Ronnie Von. Que não parece muito germânico. E também não se parece muito comigo. De qualquer forma, hoje ele apresenta um programa para donas de casa que ocupam suas tardes fazendo pirulitos de chocolate para vender na vizinhança.

Não está nos meus planos apresentar um programa de auditório para donas de casa. Nem estou renegando uma eventual realeza: só estou explicando que esta coisa de príncipe germânico não é necessariamente boa, mas eu não ousaria fazer um perfil no meu blog que não citasse esta piadinha besta tão tradicional por aqui. Mas acho que ultimamente estou mais para o outro cabeludo que vai aparecer na sua rua do que para príncipe germânico.

De qualquer forma, sejam bem vindos ao meu blog. Se você é o tipo de pessoa que gosta de ler qualquer tralha por aí, então deu certo porque eu escrevo textos no estilo qualquer tralha. Se você é o tipo de pessoa que apresenta programas de auditório para donas de casa ou o tipo de pessoa que vende pirulitos de chocolate para os vizinhos, saiba que não é nada pessoal. Por fim, se você for o Ronnie Von, o Eduardo Araújo ou um dos irmãos da família Carlos, oh, quanta honra vocês por aqui!

3 Minutos
About Winners Who Haven´t...
A Feminista
Agádoisesseóquatro

Annix

As Filhas do Dono

Beijo me Liga
Calma Que Fica Pior
Carta Pública
Celta's Dark Spot
Certas Coisas Só Acontecem...
Chá Verde Com Limão
Chuteira e Minissaia
Como faz?
Confissões de Uma Mente...
Cynthia Semíramis
Drosófila Basófila
Evão do Caminhão
Filigranas
Flocgel
I Misbehave
Joanices
Life Would Be So Wonderful...
Lost in The Library
Magnólia
Marina W
Momento Descontrol
Morfina
Mosca na Sopa
Nada Profissional
Nerd-O-Rama
No Sleep
O Biscoito Fino e a Massa
Qual é a música?
Pausa Para o Cigarro
Remi Malcoeur
Tantos Clichês
Technicolor Kitchen
Terra da Garo(t)a
Uh Baby!!!
Uma Dama Não Comenta
Uma moça de fino trato
Vida de recém casada
Vida e Obra de Daniell Rezende
Vivo Andando
Working Class Anti-Hero

20/12/2009 a 26/12/2009
29/11/2009 a 05/12/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
04/10/2009 a 10/10/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
09/08/2009 a 15/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
05/07/2009 a 11/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008


Não diga alô, diga:
"Eu sou fã do SBT"!

XML/RSS Feed

Site Meter